Manutenção dos móveis

Verifique abaixo os cuidados necessários que você deve tomar para manter seus móveis sempre em bom estado.

Resistência

  • MDF é um material destinado a uso interno de ambientes por isso não deve ser exposto a ação da água, estes cuidados evita futuram alterações no material.
  • O MDF sai da indústria de fabricação isento de cupins devido a seu processo de industrialização que compreende elevadas temperaturas. Por ser um material ser derivado da madeira o MDF não está isento do ataque destes insetos quando estocado ou instalado em locais infestados por estes, porém é um material de origem industrial originado de uma resina bem diferente das propriedades da madeira.

Limpeza

Para Limpar os painéis de MDF melamínico recomenda-se o uso de uma flanela limpa e seca, caso necessário utilize-a umedecida com água e detergente neutro. Para remoção de manchas utilize uma solução 50% de água e 50% de álcool. Não use produtos abrasivos como sapólio ou esponja de lã de aço.

  1. Os raios solares não devem incidir diretamente sobre os móveis, pois podem alteraras suas características e a cor original, devendo ser evitados, inclusive, através de vidros escurecidos, películas e cortinas. Ao manusear objetos para a limpeza, levante e não arraste, pois pode causar riscos no revestimento dos móveis.
  2. Não coloque peso excessivo sobre os móveis nunca se apoie sobre as portas, pois poderá ocasionar desregulamento ou deslocamento das mesmas.
  3. Não se apoie sobre as gavetas para alcançaras partes superiores. Deve-se ter atenção com as crianças, que, geralmente, utilizam as gavetas abertas como “escadas” para subirem nos balcões.
  4. Não estenda toalhas úmidas ou molhadas sobre as portas dos móveis, pois, ao longo do tempo, a umidade poderá causar danos permanentes.
  5. Não apoie panelas, fôrmas, assadeiras e demais utensílios aquecidos sobre os tampos. Isto pode causar danos aos mesmos. Sempre utilize apoios ou aparos para colocar objetos quentes sobre os tampos.
  6. Não corte alimentos diretamente sobre os balcões, pois os instrumentos de corte poderão danificar o acabamento dos produtos. Sempre utilize apoios para proteção.
  7. Não utilize estiletes e outros objetos com lâminas ou pontiagudos para fazer cortes sobre os tampos. O revestimento pode ser riscado e danificado permanentemente.
  8. Evite o contato de tinta (canetas em geral) nos revestimentos dos armários e tampos, pois podem causar manchas. Utilize portas-caneta e anteparos para guardar estes materiais.
  9. Sempre mantenha os móveis livres de umidade. Utilize vedantes de silicone para vedar a junção dos tampos e pias com o revestimento das paredes. Verifique as instalações hidráulicas periodicamente, a fim de evitar vazamentos.
  10. Atenção ao escolher os produtos de limpeza, sempre verifique a sua composição química, a fim de identificar sua compatibilidade com os materiais dos móveis e acessórios.

Calçados

São os que demandam mais trabalho independente da estação. Segundo Oliveira, a limpeza deve ser feita através de panos flanelados de microfibra, para os mais delicados, ou esponjas, para os mais robustos. O papel celofane é um grande aliado para não deformar os bicos. “O sapato tem que ser limpo por dentro e por fora, para tirar o suor. As flanelas são usadas para tirar o pó. O ideal mesmo é, sempre que utilizar, passar um pano para eliminar os resíduos e diminuir as chances de criar odor”, explica. Após limpar o sapato, deixe-o em espaço aberto com circulação de ar por um dia antes de retorná-lo à sapateira, que deve ser aberta, no mínimo, uma vez por semana para arejar.

Arejar

Os meses seguidos dentro do armáriosão um inimigo às peças de inverno. O gerente de relações públicas da fabricante de enxovais MMartan, Armando Casulli, enumera: “Os principais vilões são a falta de ventilação, luz e limpeza. O acúmulo de poeira, suor e de pele descamada se tornam alimentos para os ácaros”.Arejar o ambiente e as peças guardadas é a solução. “Retirá-las do armário e deixá-las expostas ao sol da manhã reduzem a proliferação dos ácaros”, recomenda Casulli, ressaltando que os minúsculos aracnídeos são os principais responsáveis pelo mau cheiro, além de provocar problemas respiratórios.

Roupas brancas

O especialista Armando Casulli indica um cuidado extra para armazenar as roupas brancas: “Elas devem ser acondicionadas em embalagens de plástico azul nas quais a incidência da luz, mesmo que artificial, seja evitada. Isso reduz as chances de as peças ficarem com marcas nas dobras”.